Ingryd Fraga

Eu aprendi tanto com você nos últimos anos, herdei cada mania tua que as reconheço na palma da minha mão. Hoje eu acordei mais uma vez pensando em você e fiquei me perguntando como conseguimos chegar ao ponto de sentirmos coisas tão diferentes um pelo outro. Porque algo você sente, ainda que não chegue perto do amor. E também não vale a pena sentir isso que sinto, vivo e vejo. A gente não chega perto do que poderia ser. A gente se engana o tempo todo fingindo que está tudo bem, mesmo com o coração suplicando para tudo se acabar. Com essa aceitação que temos sobre nós mesmos, não chegaremos em lugar algum. Fomos feitos um para o outro de uma forma tão abstrata que nunca será decifrada e vivida expostamente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s