Caio Fernando Abreu.

Você sabe que não sou mulher de arrependimentos, de olhar pra trás, essas coisas. A gente tem que mirar no alvo e atirar, pronto, foi. A flecha não volta. Se acertamos ou erramos, não tem volta. Foi assim que levei a vida sempre.

Anúncios

Florbela Espanca

“Nunca fui como todos
Nunca tive muitos amigos
Nunca fui favorita
Nunca fui o que meus pais queriam
Nunca tive alguém que amasse
Mas tive somente a mim
A minha absoluta verdade
Meu verdadeiro pensamento
O meu conforto nas horas de sofrimento
Não vivo sozinha porque gosto e sim porque aprendi a ser só.”

Clarice Lispector

“Às vezes o amor que se dá pesa, quase como uma responsabilidade na pessoa que o recebe. Eu tenho essa tendência geral para exagerar, e resolvi tentar não exigir dos outros senão o mínimo. É uma forma de paz… Também é bom porque em geral se pode ajudar muito mais as pessoas quando não se está cega pelo amor.”

Amanda Telles

Sabe, eu pensava que quando encontrasse o homem perfeito, depois de todas essas cicatrizes, eu não sofreria mais por amor, afinal ele só me faria bem. Mas foi um erro pensar assim, porque você me faz tão bem que eu não consigo ser boa o suficiente pra você e isso me faz sofrer tanto quanto eu sofri por aqueles que não eram bons o suficiente pra mim.

Virginia Woolf

“Ele me esquecerá. Deixará sem resposta minhas cartas […]. Eu lhe mandarei poemas, talvez ele responda com um cartão-postal. Mas é por isso que o amo. Proporei um encontro – debaixo de um relógio, ou numa encruzilhada; esperarei, e ele não virá. É por isso que o amo. Ele se afastará da minha vida, esquecido, quase inteiramente ignorante do que foi para mim. E, por incrível que pareça, entrarei em outras vidas; talvez não seja mais que uma escapada, um simples prelúdio. […] continuarei a deslizar para trás das cortinas, para o seio da intimidade, em busca de palavras sussurradas a sós. Por isso parto, hesitante mas altivo; sentindo uma dor intolerável, mas seguro de que vou triunfar nessa aventura após tanto sofrimento, seguro – quero crer – de que no fim descobrirei o objeto do meu desejo”

Markus Zusak

“Mas será que isso vai ter um fim?, eu me pergunto. Será que esse negócio vai lagar de mim? Eu já sei que tudo isso vai ficar comigo pra sempre. Vai me assombrar, mas o meu medo é que acho que vou ficar grato. Digo medo porque às vezes eu realmente não quero que isso vire uma lembrança bacana antes da conclusão. Também tenho medo de que, no fim, nada disso acabe. Enquanto a memória conseguir meter o machado numa parte macia e entrar na mente, as coisas continuarão aqui.”

Isabela Tavares

“Vontade de te abraçar daquele jeito agora. Imaginar que o que você está fazendo, pensando ou sentindo tem sido minha companhia. Faço planos(que você não sabe), invento histórias, imagino lugares… em tudo isso você está. Fico ansiosa quando sei que vou te ver, não me sinto bem quando você não está bem, quero ser a alegria dos seus dias sempre, quero ver você dizer (como eu já vi) que o que eu quiser vai ser melhor pra você, preciso ouvir de você que está com saudades, que sonhou comigo ou apenas que se lembrou de mim por algum motivo, por menor que seja. Preciso de você, e quero que você precise de mim.”

Amanda Telles

Eu tenho sentido falta de cada pedacinho seu, de tudo o que você me dava, de tudo que era meu e agora não sei mais de quem é. Eu procurei tantas maneiras de não te deixar ir pra muito longe e todas as minhas tentativas não conseguiram evitar que nos tornássemos quase estranhos ou meramente conhecidos.
Somos estranhos íntimos. Desconhecidos que se conhecem desde os fios de cabelo até o dedinho torto do pé. Amantes que se desencontraram, mas se amam todas as noites em segredo enquanto se reviram em lembranças.

Revelo todos os mistérios

Não me importa se vai me ligar hoje ou daqui a uma semana, o importante é que ligue, apesar de eu ter praticamente certeza de que minha ansiedade não vai me deixar esperar e ser surpreendida. Não me importa o tempo ou a durabilidade, pra mim o verdadeiro valor das coisas está na intensidade, na verdadeira emoção.

Mas me importa MUITO os gestos, as demonstrações , sejam elas públicas ou ao pé do ouvido. Me importa o cuidado, a delicadeza das palavras e a grandeza do sentimento. Me importa o tom de voz e a classe à pronuncia. Gritou comigo, revidei. Me importa que penses antes de dizer, que se preocupe com o que fazer e que me agrade, de todas as formas.

Pode chegar a mim da forma que quiser, apenas chegue consciente de minhas regras e restrições. Me chame pra dançar, não fume na minha presença, me ofereça um jantar e conquiste meus pais. Me faça perder a cabeça e junto dela, minha razão. Ainda assim, me deixe esperta e perceba meus toques, na maioria das vezes eles serão o mais discretos possíveis. Me responda sempre que eu tiver curiosidade de saber e nunca me vire as costas ou desligue o telefone antes que eu termine, principalmente quando eu estiver realmente precisando de alguém. Deixa eu te fazer de travesseiro, te sujar de brigadeiro e te beijar até meus lábios ficarem vermelhos. Deixa eu te fazer carinho e permita uma massagem nas costas, pois a minha é ótima.
Deixa também eu dançar pra você, dançar com você, cantar e fazer tudo aquilo que me vier à cabeça. Deixa eu entrar na sua vida, me chame de perfeita quando quiser me conquistar e se, de repente, der certo…

Não me largue nunca mais!

Leticia Alves

Posted in Sem categoria